Fomento Paraná reforça importância de parcerias com municípios

Instituição financeira estadual mantém convênios com mais de 220 municípios para oferta de microcrédito para apoiar a implantação, manutenção ou ampliação de pequenos negócios. Cursos de capacitação de agentes de crédito estão sendo retomados.

Imagem: Geraldo Bubniak

Responsáveis pelo atendimento presencial nos municípios, os agentes de crédito que atuam nas prefeituras municipais, por meio das agências do trabalhador, salas do empreendedor ou secretarias municipais de desenvolvimento, são fundamentais para a ampliação da oferta de crédito para apoiar o fortalecimento dos pequenos negócios no Interior do Estado.

“Contratamos mais de R$ 180 milhões em operações de microcrédito e da linha Fomento Recupera por meio das parcerias com os municípios e do trabalho dos agentes de crédito, somente no ano passado”, afirma o diretor-presidente da Fomento Paraná, Heraldo Neves. “São recursos muito importantes que foram colocados na economia e ajudaram a manter a atividade econômica em muitas cidades em um período muito crítico

De acordo com o diretor-presidente, a instituição tem feito um grande esforço de convencimento dos prefeitos para ampliar essas parcerias que levam crédito em condições diferenciadas para os empreendedores e fortalecem a economia local e regional.

O objetivo é fechar este ano com parcerias formalizadas com 300 municípios. “Essa é a diretriz do governador Carlos Massa Ratinho Junior, que defende a presença da Fomento Paraná em todo o território paranaense”, destaca Heraldo Neves.

Atualmente a instituição mantém parcerias firmadas com mais de 220 municípios, que são responsáveis pela liberação de R$ 50 milhões a R$ 60 milhões por ano em média em recursos para implantação, manutenção ou ampliação de pequenos negócios.

“Estamos retomando o contato com as prefeituras, especialmente onde assumiram novos prefeitos e novos gestores, para reforçar a importância da parceria e capacitar novos agentes de crédito quando é o caso”, afirma Neves. “Nosso modelo de microcrédito em parceria com as prefeituras é importante porque não pressiona os custos com juros e ajuda a aproximar a prefeitura da base produtiva, o que impacta inclusive na melhoria da arrecadação”, diz ele.

Paralelamente, a Fomento Paraná vem incentivando especialmente os municípios de maior porte a criarem alternativas orçamentárias ou mesmo fundos destinados a subvencionar as taxas de juros para reduzir o custo do crédito para empreendedores locais.

CAPACITAÇÃO DE AGENTES – Nos próximos dias a Fomento Paraná vai retomar a oferta de cursos de capacitação de agentes de crédito em conjunto com o Sebrae-PR. “Nosso curso de capacitação foi remodelado, para ser realizado por meio de ensino à distância, mesclado com atividades práticas e oficinas, de modo a cumprir os protocolos de proteção sanitária contra a covid-19, sem interromper as atividades”, explica o novo diretor de Mercado da Fomento Paraná, Vinícius José Rocha.

O primeiro curso de capacitação de agentes de crédito da Fomento Paraná está programado para acontecer na segunda semana de fevereiro, com 30 vagas. As inscrições estão abertas no portal institucional: www.fomento.pr.gov.br.

BOX

Confira os 40 municípios que mais tiveram contratações de operações das linhas de crédito Paraná Recupera e Microcrédito da Fomento Paraná em 2020

Município

Contratos

 Valor

FOZ DO IGUACU

2425

 R$      14.208.959,88
APUCARANA

1252

 R$         6.605.022,10
FRANCISCO BELTRAO

728

 R$         5.815.844,38
GUARAPUAVA

888

 R$         5.167.813,18
CIANORTE

733

 R$         4.392.272,51
MARINGA

675

 R$         3.899.409,40
PONTA GROSSA

574

 R$         3.664.464,13
ARAPONGAS

404

 R$         3.018.751,90
MARECHAL CANDIDO RONDON

460

 R$         2.717.613,46
LONDRINA

350

 R$         2.337.961,32
LOANDA

347

 R$         2.274.606,84
CASCAVEL

320

 R$         2.103.717,19
PITANGA

364

 R$         2.097.661,65
PIRAQUARA

332

 R$         2.079.813,64
CAMPO LARGO

317

 R$         2.040.780,32
PATO BRANCO

219

 R$         1.957.840,27
CORNELIO PROCOPIO

301

 R$         1.946.085,07
CAMPO MOURAO

252

 R$         1.882.050,22
FLORESTOPOLIS

314

 R$         1.766.928,95
GOIOERE

275

 R$         1.750.684,38
MATINHOS

253

 R$         1.674.111,91
ENGENHEIRO BELTRAO

217

 R$         1.533.867,39
GUAIRA

260

 R$         1.506.023,77
PINHAIS

210

 R$         1.483.179,40
SANTO ANTONIO DA PLATINA

228

 R$         1.411.192,41
MARIALVA

192

 R$         1.297.704,90
CAMBARA

178

 R$         1.285.809,65
ARAUCARIA

214

 R$         1.284.520,87
PARANAGUA

210

 R$         1.282.672,65
TOLEDO

208

 R$         1.254.631,47
BITURUNA

210

 R$         1.248.067,45
ALTO PIQUIRI

164

 R$         1.212.503,37
SAO MIGUEL DO IGUACU

194

 R$         1.166.409,90
SAO JOSE DOS PINHAIS

193

 R$         1.165.150,76
MANGUEIRINHA

180

 R$         1.132.289,13
TURVO

167

 R$         1.089.931,29
PALOTINA

199

 R$         1.083.089,69
QUERENCIA DO NORTE

142

 R$         1.056.646,19
ALMIRANTE TAMANDARE

186

 R$         1.046.733,36
PRUDENTOPOLIS

172

 R$         1.034.715,08

Com: AEN

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: