Em Londrina, aulas continuam suspensas até o dia 4 de abril

Medida vale para as aulas presenciais na rede municipal de ensino; as escolas particulares e estaduais estão submetidas ao decreto nº 7020 do Governo do Estado

Imagem: Emerson Dias

As aulas presenciais na rede municipal de ensino vão continuar suspensas até o dia 4 de abril. Elas vão continuar em modelo exclusivamente remoto. Depois dessa data, a definição sobre a retomada do formato híbrido (aulas presenciais + atividades remotas) dependerá da análise das autoridades de Saúde.

“Por decisão do prefeito Marcelo Belinati estaremos com as unidades escolares municipais de Londrina em ensino exclusivamente no formato remoto até 4 de abril. Nessa data faremos nova análise da situação da pandemia na cidade”, explicou a secretária municipal da Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes.

A decisão atinge as aulas presenciais de cerca de 45 mil alunos matriculados nas 88 escolas municipais, 35 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e 56 Centros de Educação Infantil (CEIs) conveniados, que vão continuar no formato remoto.

No dia 4 de fevereiro, primeiro dia de aula, a Secretaria Municipal de Educação entregou kits educacionais para todas as crianças matriculadas na rede municipal, com o objetivo de auxiliar a participação dos estudantes nas atividades remotas. No caso de famílias que não possuem acesso às tecnologias de comunicação ou não têm condições de se deslocar, as ações foram realizadas em domicílio pelos docentes que exercem a função de professores mediadores.

Os professores aplicam atividades remotas, através de vídeos, no máximo, três vezes por semana e, nos outros dias, as crianças tem atividade escolar escrita, podendo executá-la no melhor horário para os pais. Na página “Educação em Tempos de Covid-19”, disponível no portal da Prefeitura de Londrina, a comunidade escolar pode conferir informações e orientações sobre as aulas remotas, entre outros pontos.  Ali, o interessado encontra orientações, esclarecimentos, vídeos, lives, legislações vinculadas à área, dicas e outras informações importantes, que podem ajudá-lo durante a educação dos filhos.

Conforme a secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes, o entendimento é que, este não é o melhor momento da pandemia do Covid para o retorno das aulas presenciais, apesar das escolas municipais estarem preparadas para este retorno. Ela lembra que a administração do prefeito Marcelo investiu quase R$ 9 milhões em equipamentos de proteção ao Covid.

O decreto municipal n.º 286/2021, que prorroga a suspensão das aulas presenciais nas escolas da rede municipal até o dia 04 de abril de 2021, autorizou os atendimentos individualizados para aqueles em situação de risco e vulnerabilidade social para até 3 crianças por sala.

As escolas particulares e estaduais estão submetidas ao decreto nº 7020 do Governo do Estado.

Com: N.Com

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: