Escolas estaduais arrecadam eletrônicos para garantir acesso a aulas online

Neste ano, com a continuidade das aulas de forma remota, escolas de Curitiba reforçaram as ações de arrecadação de aparelhos eletrônicos para estudantes que não possuem. São TVs, celulares e notebooks que garatem o acesso às aulas e conteúdos.

Imagem: SEED

Com o início das aulas remotas em 2020, diversos colégios estaduais do Paraná arrecadaram aparelhos eletrônicos para que os estudantes pudessem participar do ensino virtual. Neste ano, com a continuidade das aulas online, escolas de Curitiba reforçaram essas ações. Um exemplo é o Colégio Estadual São Sebastião, no bairro Umbará, que está arrecadando televisões para que os alunos que não tinham equipamentos eletrônicos possam assistir aos conteúdos do Aula Paraná. A primeira entrega aconteceu na semana passada.

“Fiquei muito feliz com a doação porque não conseguia buscar as atividades impressas no colégio e tinha dificuldade em acessar o aplicativo. Agora, já estou acompanhando as aulas pela TV”, conta a aluna Suzana Glembosk Machado (17), que cursa o 3º ano do Ensino Médio. A TV beneficia também suas duas irmãs que frequentam a mesma escola.

O colégio está agora se preparando para a compra de mais um televisor, que será destinado a outro estudante em situação de vulnerabilidade. “Nós queremos que todos os nossos alunos tenham a oportunidade de assistir às aulas e estejam incluídos no processo de ensino-aprendizagem”, diz a diretora da escola, Cristiane Bonato de Conto. “Por isso, tivemos a iniciativa de conversar com o Conselho Escolar e com a comunidade local para encontrar pessoas dispostas a ajudar esses estudantes”, relata.

NOTEBOOKS E CELULARES — Mais um exemplo de campanha de doação de eletrônicos acontece no Colégio Estadual Professora Etelvina Cordeiro Ribas Cívico-Militar do Paraná, no bairro Pinheirinho. Até esta segunda-feira (22), já foram arrecadados 30 aparelhos, entre notebooks e celulares.

“Fizemos um levantamento e identificamos que há no nosso colégio 120 alunos que não possuem aparelhos eletrônicos. A ideia é conseguir fazer doações a todos eles”, diz José Carlos Real Koehler, diretor da escola. Quinze entregas já foram feitas e há previsão de outras na próxima semana.

O colégio também continuará recebendo doações ao longo do ano, além de fornecer chips de celulares para que os alunos possam acessar o aplicativo Aula Paraná, que não consome dados móveis, devido a uma parceria da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte com as operadoras de celular.

Enquanto os celulares permanecerão com os alunos, os notebooks e tablets serão emprestados durante o ano letivo. Depois, eles serão devolvidos à escola, que poderá remanejá-los de acordo com as necessidades dos estudantes. “O principal objetivo é fazer o aluno aprender”, destaca o diretor do colégio. “Ficamos muito contentes de ver que a proposta foi bem aceita pela comunidade. Temos estudantes aprendendo e professores com gosto de ensinar”, acrescenta Koehler.

Com: AEN

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: