CMTU lança curso gratuito para motociclistas

Realizado no Autódromo Ayrton Senna, treinamento terá módulos práticos e teóricos; objetivo é reduzir o número de acidentes e mortes entre esse público

Estão abertas as inscrições para o curso de motociclistas que será promovido pela Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU). A iniciativa é voltada a pessoas licenciadas na categoria A, com Carteira Nacional de Habilitação (CNH) válida. Para participar, o interessado deve acessar o site da CMTU, clicar no menu “Trânsito” e, em seguida, preencher o formulário disponível na opção “Educação no Trânsito” / “Requerimentos”.

Com cerca de 3h de duração, o treinamento é dividido entre os módulos teórico e prático. A primeira metade do tempo é dedicada ao repasse de informações e dicas de segurança, com conteúdos que vão de direção defensiva e equipamentos de proteção a noções de equilíbrio, reflexo, entre outros tópicos.

Já a segunda parte do curso, ministrada numa pista concebida e executada pela CMTU especialmente para este fim, consiste em aula prática onde o aluno poderá desenvolver as habilidades adquiridas. O circuito é formado por curvas abertas e fechadas, quebra-molas, reta, obstáculos e outros componentes presentes no dia a dia do trânsito.

De acordo com André Stabelini, agente municipal responsável pela iniciativa, o objetivo do percurso é colocar o piloto em contato direto com situações muitas vezes inesperadas nas ruas. A intenção é simular o cotidiano das vias, ensinando aos motociclistas a reação mais adequada para cada caso, a fim de evitar acidentes.

Stabelini conta que, para elaborar o programa de capacitação e desenhar o circuito, foram realizadas pesquisas e consultas a empresas do ramo de pilotagem. Além disso, o agente levou em conta também os anos de experiência como instrutor de autoescola, piloto de motocicleta e fiscal de trânsito da CMTU.

Segundo o diretor da área, o major Sergio Dalbem, a intenção da companhia é complementar de maneira prática e dinâmica o preparo dado pelos centros de formação de condutores. Para ele, muitos alunos passam no exame de avaliação e obtêm a CNH sem de fato terem contato com a realidade das ruas.

O diretor destaca que, ante o cenário, alguns recém-habilitados acabam se envolvendo em acidentes por imperícia. “Por falta de habilidade e percepção de risco, uma parcela importante desse público adquire sequelas duradouras ou mesmo vem a óbito. Nossa missão, portanto, é colaborar na mudança desse quadro e salvar vidas”, pontuou.

Aplicado no Autódromo Internacional Ayrton Senna, na região norte de Londrina, o treinamento ocorrerá às terças, quintas e sextas-feiras, sempre a partir das 8h30. Devido às restrições impostas pela pandemia, o número máximo de participantes por dia será de 12 pessoas. O programa, no entanto, será contínuo e todos que se interessarem poderão integrar as aulas.

Conforme o estudo “Vida no Trânsito é Vida que Segue”, elaborado pela CMTU, das 67 pessoas que morreram nas ruas e avenidas da cidade em 2020, 29 faziam a opção do transporte sobre duas rodas. Neste ano, entre janeiro e fevereiro, quatro dos 10 que perderam a vida seguiam de moto.

Com N.Com CMTU 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: